NOTÍCIAS WATCH; Pequenas mudanças, grandes ideias na versão 6.0 da AOL



Se for outubro, deve haver um novo America Online. O AOL 6.0 para Windows foi disponibilizado ontem para download pelos 23 milhões de membros do serviço. (Uma versão para Macintosh está programada para o ano que vem.) O novo software oferece uma longa lista de pequenas melhorias, uma barra de ferramentas reformulada e progresso em direção ao objetivo da empresa de oferecer a seus membros toda AOL, o tempo todo.

Muitos dos aprimoramentos menores aprimoram os recursos de e-mail e mensagens instantâneas. Agora, por exemplo, você pode classificar seu e-mail por data, remetente ou assunto, e o programa se oferece para preencher um endereço que você começa a digitar na caixa Para. Você também pode enviar rostos sorridentes em mensagens instantâneas - não o caso de dois pontos e parênteses do AOL 5.0, mas um gráfico amarelo real (ou qualquer um dos vários outros ícones).

O AOL 6.0 também oferece um reprodutor de mídia integrado. Quando você clica em um link de música ou vídeo na Web, uma janela semelhante a um CD player é aberta automaticamente, evitando o trabalho de baixar e configurar plug-ins como RealPlayer e Flash. E se você tiver uma conexão de Internet de alta velocidade, uma janela especial chamada AOL Plus aparecerá automaticamente para oferecer links para notícias e videoclipes de esportes.

Por fim, o AOL 6.0 estabelece as bases para duas iniciativas muito importantes para a empresa. O primeiro é o AOL by Phone, um número gratuito com uma voz sintetizada que faz o melhor para ler seu e-mail, cotações de ações e trechos de notícias. (Este serviço é gratuito até fevereiro e $ 5 por mês a partir de então).

O segundo serviço, que foi introduzido gradualmente no ano passado, é o AOL Anywhere, que permite que você verifique o e-mail do AOL de qualquer computador (por meio de um site) ou de qualquer telefone celular ou palmtop habilitado para Internet. 'Acreditamos que os últimos 10 anos foram um ensaio geral para o principal programa da Internet', disse Jonathan Sacks, vice-presidente sênior e gerente geral do serviço AOL. “No futuro, você não vai pensar em entrar ou sair da Internet; você vai pensar nos recursos da AOL onde quer que esteja, enquanto dirige na rua, anda de ônibus ou passa de um cômodo para outro. É para lá que estamos indo como empresa. ''

DAVID POGUE